As HQs dos Trapalhões (Rafael Spaca)

R$49,90
3x de R$16,63 sem juros
Ver meios de pagamento e parcelamento
Cálculo de frete:

Formato: 15,5 x 22,5 cm
Páginas: 192
Editora: Estronho
Idioma: português
País de Origem: Brasil

Os Trapalhões formaram o grande quarteto do humor na TV durante gerações. Ao longo de décadas, criaram cenas clássicas e personagens inesquecíveis que contribuíram muito para a cultura nacional. Mas a influência de Didi, Dedé, Mussum e Zacarias não ficou restrita à televisão, suas trapalhadas fizeram história no cinema e também nos quadrinhos.
E é exatamente sobre esta vertente das artes que trata este minucioso trabalho de pesquisa. Com o sucesso do mercado editorial nacional dos anos setenta, oitenta e início dos noventa, antes da massificação da internet, era comum personalidades famosas da mídia ganharem sua versão em quadrinhos. Hoje preciosidades nos “sebos”, nomes como Gugu Liberato, Sérgio Malandro, Xuxa, Angélica, Fofão, Ayrton Senna (o Seninha) e até o Faustão, no que pode ser considerado para a época, uma bela sacada de marketing, foram eternizados na nona arte. A diferença é que todos foram transformados em personagens que viviam aventuras meio cômicas meio heroicas sempre aproveitando o carisma e empatia dos “homenageados” mas imaginem o que poderia acontecer quando os protagonistas já eram malucos o suficiente na TV. A fórmula mágica do humor escrachado e ao mesmo tempo inocente dos Trapalhões era tão fértil que rendeu historinhas tão e por vezes até mais engraçadas que as que víamos no tradicional humorístico que amenizava a depressão dos finais de domingo. Caricaturas por si só já são uma coisa engraçada, quadrinhos são sensacionais, misturar esses dois ingredientes saborosos aos Trapalhões só poderia resultar em gargalhadas de doer a barriga e sucesso garantido.

Atenção: não se trata de uma HQ. É um livro contendo depoimentos de 27 profissionais que trabalharam na produção das revisitas dos Trapalhões, na Bloch Editores, Editora Abril e Editora Escala.

(sinopse da editora)